Artigos

EMBRAPII: O Rio Grande não pode ficar fora desta.

Uma das notícias mais auspiciosas veiculadas na imprensa nos últimos tempos é a criação da EMBRAPII que tem como objetivo auxiliar companhias nacionais a desenvolver produtos e tecnologias mais competitivos (JC, 18/10,pg7) que aumentem nossa capacidade competitiva no mercado mundial.

Diz mais ainda a notícia: por três anos laboratórios nacionais receberão verbas da empresa para fazer pesquisas direcionadas aos interesses da indústria.  As três instituições que vão participar do projeto são: Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) de SP, Instituto Nacional de Tecnologia (INT) Rio de Janeiro e Centro Integrado de Manufatura e Tecnologia (CIMATEC) da Bahia. Esses três laboratórios receberão até R$90 milhões nos próximos dois anos. Eles irão desenvolver pesquisas e treinarão mão de obra altamente qualificada.

Penso que o Rio Grande do Sul tem que ser incluído agora neste programa, pois nós somos um estado carente deste tipo de investimento. Por isso, sugiro que o Governador do Estado, a Secretária de Ciência e Tecnologia, os Senadores, Deputados Federais (todos), Assembléia legislativa, Universidades Públicas e Privadas, FIERGS, SENAI, FECOMÉRCIO e todas as outras entidades de empresários, de profissionais e sindicatos se reúnam e lotem um avião para ir a Brasília reivindicar junto ao Governo Federal que neste programa seja incluído desde já um centro de pesquisas da EMBRAPII no nosso Estado. O Rio Grande não pode ficar fora desta.

Publicado no Jornal do Comércio dia 19 de outubro de 2011 – Por Gunther Staub

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *